20 janeiro
30 abril, 2021
19/07/2021
News
to read

Flamengo, em busca do bicampeonato

RIO DE JANEIRO (Brasil) - A Basketball Champions League Americas é a competição mais importante do continente. É um desafio esportivo não só para os clubes, mas também para os jogadores e treinadores. Sua segunda edição deixou grandes jogos e um novo campeão, o Flamengo. A equipe carioca dominou o torneio sem problemas, conquistando o troféu de forma invicta contra o Real Estelí. Agora, o "Mengão" deverá demonstrar que é um dos candidatos.

Além dos nomes próprios. o Flamengo vem mostrando há anos um projeto sério. Seus títulos nacionais e internacionais o comprovam. Na temporada 2020/2021 foi campeão de absolutamente tudo o que disputou: Campeonato Carioca, Super 8, BCL Americas e NBB.

"Vencer tudo na última temporada foi a realização de um desejo. A BCL Americas era um sonho da torcida, da diretoria e do próprio time, pois fazia alguns anos que o Flamengo não conquistava a América, e principalmente depois da derrota para o Quimsa na final da primeira edição do torneio. Nossa motivação é muito grande para enfrentar o que está por vir: a Copa Intercontinental, além de tentar repetir a conquista da BCLA e do NBB", disse o treinador do Fla, Gustavo De Conti.

Pensando na próxima temporada, a equipe brasileira conseguiu manter a base do time que conquistou a América, com as renovações de Olivinha, Yago Matheus, MVP das finais da NBB 2020/21, o mexicano Luke Martínez, o ala-pivote Rafael Mineiro e o armador argentino Franco Balbi, que ainda se recupera de uma lesão no joelho direito. Além disso, incorporou Vitor Faverani, Brandon Robinson (ex Quimsa), Dar Tucker (ex San Lorenzo) e JP Batista (ex Minas).

"Com certeza o Flamengo vai em busca do bicampeonato. Ganhar a BCLA é especial, são as melhores equipes das Américas. É uma competição duríssima, que não tem favoritos, e, por isso, se torna tão especial", afirmou De Conti.

É evidente que o Flamengo é um time que nos últimos anos se acostumou a ganhar, independentemente do âmbito. A primeira edição da BCL Americas o deixou com sede de revanche, depois da derrota para o Quimsa. Na segunda, não mostrou fissuras no torneio e na final foi muito melhor que o Real Estelí. Na terceira, poderá conquistar o bicampeonato? Matéria-prima e condições tem.

FIBA